Nº 38 Jul / Ago / Set                                                              Setembro 2002

 

 

EDITORIAL

Caros Leitores, esta é uma edição de crise.

E porque a crise toca a todos, e é nesses momentos que se torna ainda mais importante conseguir cativar os clientes através do serviço que se lhes presta, elegemos como Tema de Capa o CRM (Custom Relationship Management). CRM foi uma das maiores “buzzwords” dos ultimos anos, entusiàsticamente apregoada como a panaceia para os problemas do mercado. Após alguns retumbantes fracassos, aproveitemos o tempo de crise para aprender com o passado. O nosso artigo será uma ajuda para equacionar os verdadeiros problemas.

Neste numero falamos também de alguns produtos interessantes na área da captura de imagem e dados.

E, como nota de optimismo, relatamos uma implementação de formulários considerada pelos utilizadores como um Caso de Sucesso.

Há sem duvida uma retracção no mercado. Demasiada em nosso entender. Em épocas de crise algumas empresas cedem ao impulso de se sentarem num canto e esperar que a onda lhes passe por cima da cabeça sem as arrastar;  muitas vêem a descobrir na ressaca que o seu lugar foi entretanto ocupado por outras...

Uma coisa é certa: as empresas que ultrapassarem a crise ou já perceberam ou vão perceber rápidamente a utilidade estratégica das tecnologias de que lhes falamos.

 

Rosa Penim Redondo

 

VOLTAR À PRIMEIRA PÁGINA DESTA EDIÇÃO