Gerónimo, o índio que está na moda

 

 

________________________________________________________________________________


Não rompera ainda o Sol na Reserva e já o Gerónimo e os camaradas “Ideologia Nebulosa”, à esquerda, e “Coiote Tarefeiro”, do outro lado, se internavam na mata, sem desanimar, mostrando que de vermelho não têm só a pele.

Ao contrário do que se possa pensar Gerónimo, também conhecido por “Urso Dançarino”, não tem más intenções. Aliás, como disse Arnaldo Matos, também conhecido por “Grande Educador”, a Revolução não é um chá dançante.

Os facalhões, afinal, são apenas canivetes com que pretende cortar algumas ramagens para enfeitar a tenda amanhã, o saudoso 7 de Novembro da Revolução de Outubro.

A Democracia Avançada para o Século XXI, também conhecida como “DAS XXI”, constrói-se com estes pequenos gestos cheios de intencionalidade.
Seja lá ela o que for.
 

Fernando Penim Redondo - Novembro 2005