Home Page

  Virtual LibraryMuseumsWorld museums

                         

u s e u  s  em Portugal

Por favor enviar email a Mário Brito  se conhece informação relevante não incluída nestas páginas.

Esta página contém informação sobre museus portugueses na World Wide Web .


Also available in english.


 

 

 

 

Base de dados com informações sobre 718 museus portugueses; pesquisável por nome do museu, distritos, localidades, serviços e colecções.


Instituto Português de Museus (IPM).  Lista de 29 museus.

Projecto GEIRA Desenvolvimento de serviços de informação multimédia sobre o Património do Norte de Portugal. Lista de 54 museus.


Organizações com actividade na área da Museologia:

 

Instituto Português de Museus  

Rede Portuguesa de Museus

Associação Portuguesa de Museologia

International Council of Museums - Portugal

Associação Nacional de Municipios

Associação Portuguesa de Arqueologia Indústrial

Cultura Digital

 

 


1.  Aero Fénix - Museu de Aeronaves Históricas Almargem do Bispo.

O Museu tem por objectivo principal a preservação do Património Histórico Aeronáutico Português.Tem por  primeiro grande projecto a reconstrução de um avião North American T-6G "Texan" que voou durante muitos anos na Força Aérea Portuguesa, o s/n 51-15177, ex-FAP 1635.

 

2.  Museu  dos Transportes e Comunicações  Porto
A Associação dos Transportes e Comunicações tem por objectivo a preservação de infra-estruturas de reconhecido interesse histórico, a criação e manutenção de um centro de documentação e o desenvolvimento junto do público de novas formas de interesse quanto à problemática dos transportes e comunicações.

 

3.  Casa de Mateus Vila Real

Considerada uma das mais representativas do Barroco no Norte de Portugal e das mais características da Europa.

 

4.  Casa Museu Abel Salazar Porto
Após a morte de Abel Salazar, em 1946, foi organizada a Fundação Abel Salazar, por iniciativa do Prof. Ruy Luís Gomes e de um grupo de Amigos, que promoveu a abertura ao público de parte desta Casa-Museu, com a exposição da sua obra artística (1950).

 

 

5.  Casa Museu de Camilo Vila Nova de Famalicão.
O Museu promove acções que conduzam ao estudo e à pesquisa, visando a identificação e conhecimento das espécies documentais, com o objectivo da sua conservação e divulgação, bem como apoiar e promover o estudo e a investigação sobre a vida e obra de Camilo Castelo Branco.

 

 

6.  Casa Museu Manuel Ribeiro de Pavia Pavia.
Os desenhos, gravuras, projectos para murais constituem um espólio inconfundível onde o Alentejo se encontra sempre com força renovada e criadora.

 

7.  Centro Ciência Viva do Algarve Faro.
No Centro Ciência Viva encontra-se o prazer da descoberta, da navegação no mundo real e virtual, do desvendar das fronteiras do conhecimento.

 

 

8.  Palácio Nacional da Ajuda Lisboa.
O Paço Real da Ajuda foi mandado edificar pelo rei D. José I, quando o terramoto de 1755 destruiu o Paço da Ribeira situado no Terreiro do Paço em Lisboa. Torna-se residência oficial da Monarquia após aclamação de D. Luís I. Em 1938 reabre como museu. Reúne importantes colecções do século XV até ao século xx, principalmente de artes decorativas.

 

 

9.  Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva Lisboa
A Fundação tem por principal objectivo a divulgação e o estudo da obra dos pintores Arpad Szenes e Vieira da Silva. Anualmente apresenta também uma mostra extraordinária cuja temática permita acompanhar a evolução da arte moderna.

 

 

10.  Museu Virtual da Informática
As espécies sobrevivem executando quatro funções:criação da informação; tratamento da informação; memorização da informação e transmissão da informação.

Iniciativa do  Departamento de Sistemas de Informação da Universidade do Minho, constitui um repositório de histórias e memórias da Informática.  O objectivo principal deste site é mostrar as implicações das Tecnologias de Informação na vida das organizações e do Homem.

 

11.  Mamoa de Lamas Braga
Dólmen situado no concelho de Braga que foi objecto de investigação e restauro. Presume-se que este monumento se date do período Neolítico, podendo apontar-se-lhe uma cronologia provisória de cerca de 3000 anos antes de Cristo. O espólio recolhido é de grande interesse, caracterizando-se pela sua abundância, qualidade e raridade, com destaque para os materiais líticos, onde predominaram as pontas de seta e alguns micrólitos. Está depositado no Museu Regional de arqueologia D. Diogo de Sousa.

 

12.  Museu Abade de Pedrosa Santo Tirso
Este Museu Municipal detém um apreciável espólio arqueológico representativo de vários períodos, desde a Pré-História, passando pela Idade do Bronze e do Ferro até à Romanização e Idade Media.

 

13.  Museu Alberto Sampaio Guimarães.
O Museu possui valiosas colecções de arte antiga, em que avulta o legado dos séculos XIV, XV, e XVI, e cuja peça de maior significado histórico é o loudel do rei D. João I (séc. XIV).

 

14.  Museu Automóvel do Caramulo Caramulo
O Museu do Caramulo pretende divulgar alguns automóveis consagrando um esforço de 40 anos em prol do automóvel de colecção.

 

15.  Museu de Agricultura de Fermentões Guimarães
O Museu de Fermentões é nas suas características gerais um museu que prtende retratar a vida e a cultura da região na qual a agricultura desempenhou um papel primordial.

 

16.  Museu da CP Chaves
No Museu da CP podemos apreciar diversos materiais ferroviários, especialmente dos Caminhos de Ferro do Estado - Direcção do Minho e Douro.

 

17.  Museu da Estratégia Moderna Lisboa.
O Museu tem como principais objectivos o estudo, a divulgação e a salvaguarda de documentos relativos à história moderna da teoria e da prática do poder.

 

18.  Museu da Indústria Têxtil Vila Nova de Famalicão
A história recente do Vale do Ave, região em que o concelho de Vila Nova de Famalicão se insere, é indissociável da história do advento e implantação da indústria têxtil que, a partir de meados do século XIX lhe veio trazer novos ritmos económicos, sociais, culturais, diferentes formas de vida e profundas alterações paisagísticas. No concelho de Vila Nova de Famalicão esta história remonta a 1896, data em que a primeira fábrica têxtil algodoeira moderna - a Sampaio, Ferreira & Cª - é fundada em Riba de Ave.É esta história que o Museu da Indústria Têxtil procura preservar e transmitir: a história das fábricas, dos meios de produção, das alterações económicas; mas também a história das milhares de pessoas cujo percurso de vida se revê nesta actividade; e ainda as profundas transformações paisagísticas da região.

 

19.  Museu da Região Flaviense Chaves
Museu de arqueologia em que se destaca a colecção de epigrafia.

 

20.  Museu da Sociedade Martins Sarmento Guimarães
O Museu da Sociedade Martins Sarmento foi fundado em 1881 como homenagem a Francisco Martins Sarmento,  arqueólogo que se dedicou ao estudo da Citânia de Briteiros . Este museu reúne peças de muitos sítios arqueológicos situados a norte do Tejo.É de salientar a notável secção de epigrafia latina e de escultura antiga.

 

21.  Museu das Rendas Vila do Conde
O Museu das Rendas reúne um conjunto de peças e documentos cuja conservação é imprescindível para a preservação de uma importante parcela da memória colectiva de Vila do Conde.

 

22.  Museu das Transmissões Lisboa
A grande diversidade de material de comunicações exposta no Museu representa um verdadeiro testemunho da evolução das comunicações militares.

 

23.  Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas Sintra
Detém o maior conjunto nacional de peças para estudo de inscrições antigas.

 

24.  Museu Leal da Câmara Sintra
A Casa-Museu engloba todo o espólio do Mestre Leal da Câmara que foi, sem dúvida, um dos nossos artistas plásticos que mais intensamente viveu a vida artística.

 

25.  Casa-Museu Atelier Anjos Teixeira Sintra.
Na Casa-Museu pode apreciar uma vasta colecção de peças, desenhos e maquetas. O estilo remete para a estética do modernismo e neo-realismo, com larga projecção no nosso pais.

 

26.  Museu de Arte Moderna Sintra.
O Museu possui um precioso tesouro - a Colecção Berardo e reúne um grande e importante número de obras de arte moderna e contemporânea, da Europa e dos Estados Unidos.

 

27.  Museu de Cera de Fátima Fátima.
Pode apreciar as 30 cenas do grande acontecimento conhecido pelo Milagre de Fátima.

 

28.  Museu de Ciência da Universidade de Lisboa Lisboa.
O Museu foi concebido como uma instituição tendo por objectivo a divulgação científica e a sensibilização para a importância da Ciência, não apenas como base da Tecnologia, mas também como parte essencial da Cultura contemporânea.

 

29.  Museu de Etnografia e História Póvoa do Varzim.
Este museu reúne documentação Etnográfica e Antropológica sobre a Comunidade Marítima e as Freguesias Rurais do Concelho Esta colecção formou-se em grande parte a partir de uma igreja que foi demolida. As peças que não foram aproveitadas para a nova igreja foram cedidas ao Museu, entre elas: uma Pia Baptismal; Ex-Votos Pintados; Pinturas Sobre-Tela e Alfaias Litúrgicas.

 

30.  Museu de Lamego Lamego.
A sua fundação inscreve-se numa estratégia nacional de salvaguarda do património artístico, com o intuito anunciado de conservar e expor as obras de arte existentes na cidade e região, como elemento fundamental da educação do povo e como pólo de atracção turística de reconhecida importância para o desenvolvimento local e regional.

 

31.  Museu de Marinha Lisboa.
O Museu pretende estabelecer uma ligação com a memória do nosso passado marítimo e reunir numa grandiosa colecção todos os testemunhos ainda existentes da actividade dos Portugueses no mar.

 

32.  Museu de Olaria Barcelos.
O Museu de Olaria, nascido numa região de fortes tradições cerâmicas, foi criado em 1963 após a doação de uma valiosa colecção recolhida pelo etnógrafo Joaquim Sellès Paes de Villas Boas. Adaptou primeiramente o nome de Museu Regional de Cerâmica e, mais tarde, de Museu de Cerâmica Popular Portuguesa.O alargamento cada vez maior das suas colecções à olaria nacional fez com que este optasse pela designação de Museu de Olaria.

 

33.  Museu de Vila Real Vila Real.
O Museu de Vila Real dispõe de uma colecção de moedas de toda a província assim como uma variadissima colecção de Arqueologia.

 

34.  Museu de Vilarinho da Furnas Vilarinho das Furnas.
Vilarinho das Furnas era uma pequena aldeia que foi submersa pela barragem. Como forma de salvaguardar o seu património  foi construído um Museu Etnográfico.

 

35.  Museu do Abade de Baçal Bragança.
O Museu Abade de Baçal é, nas suas características gerais, um museu de arte, arqueologia e etnografia.

 

36.  Museu do Ar Alverca.
O Museu do Ar destina-se a preservar e manter viva a memória da aviação militar e civil portuguesa. Museu do Bombeiro Vila do Conde .O Museu tem a missão de perpetuar a memória dos bravos soldados da paz, que ao longo dos anos deram um contributo fundamental com vista a diminuir os efeitos das catástrofes.

 

37.  Museu do Bombeiro Voluntário Manuel Valdés Sobral Viana do Castelo.
Museu sobre a temática do Bombeiro Voluntário

 

38.  Museu do Brinquedo de Sintra Sintra.
Os brinquedos que constituem a colecção deste Museu fazem parte de uma recolha feita ao longo de mais de 50 anos pelo coleccionador João Arbués Moreira.

 

39.  Museu do Ferro e da Região de Moncorvo Moncorvo.
O museu do Ferro da Região de Moncorvo foi criado em finais de 1983 sob o patrocínio da Ferrominas, E.P., a empresa mineira que explorava o ferro de Moncorvo.

 

40.  Museu do Mosteiro de Tibães Braga.
Fundado em finais do século X, inícios do XI, foi reconstruído no último terço do século XI, transformando-se, com o apoio real e a concessões de Cartas de Couto, num dos mais ricos e poderosos mosteiros do norte de Portugal.

 

41.  Museu do Tesouro da Sé Braga.
O Tesouro Museu da Catedral de Braga reúne um variado espólio de Arte Sacra cuja imagem está indissoluvelmente ligada à instituição que o acolhe.

 

42.  Museu dos Cordofones Braga.
O Museu tem expostas várias colecções de instrumentos de corda: cavaquinhos, violas clássicas, guitarras, bajos, banjolins, bandolins e violas típicas. O visitante pode ainda observar as alfaias utilizadas na sua confecção e as várias etapas da construção de um cavaquinho.

 

43.  Museu Etnográfico do Trajo Algarvio S. Brás de Aportel.
O Museu Etnográfico do Trajo Algarvio é um museu temático dedicado ao estudo do património cultural da região do Algarve em que o trajo constitui uma das suas mais importantes facetas.

 

44. Museu Hidroeléctrico de Sta Rita Fafe.
O Museu conta com uma exposição permanente de um conjunto de peças e equipamentos relacionados com a produção de energia eléctrica tendo como força motriz a água do rio de Vizela.

 

45.  Museu do Bombeiro Vila do Conde.
O Museu tem a missão de perpetuar a memória dos bravos soldados da paz que ao longo dos anos deram um contributo fundamental para diminuir os efeitos das catástrofes.

 

46.  Museu Histórico Português Califórnia.
A Sociedade de Herança Portuguesa da Califórnia construiu este museu com o apoio da comunidade que representa para servir como centro de mostra da nossa herança e cultura. Será assim usado como palco para exibições e programas culturais de várias organizações assim como das muitas comunidades Portuguesas nos Estados Unidos e pelo mundo fora.

 

47.  Museu Municipal Amadeo de Sousa Cardoso Amarante.

O Museu Amadeo de Souza Cardoso, outrora Biblioteca - Museu Municipal de Amarante, foi fundado, em 1947, pelo Dr. Albano Sardoeira, visando reunir materiais respeitantes à História Local e lembrar artistas e escritores nascidos em Amarante: António Carneiro, Amadeo de Souza Cardoso, Acácio Lino, Manuel Monterroso, 0 Abade de Jazente, António Cândido, Teixeira de Pascoaes, Augusto Casimiro, Alfredo Brochado, Ilídio Sardoeira, Agustina Bessa Luís, Alexandre Pinheiro Torres.

 

48.  Museu Municipal Armindo Teixeira Lopes Mirandela.

Museu Municipal.

 

49.  Museu Municipal de Baião Baião.

No Museu encontra-se depositado o espólio resultante das escavações arqueológicas integradas no projecto do Campo Arqueológico da Serra da Aboboreira, iniciado em 1978.

 

50.  Museu Municipal de Esposende Esposende.
As actividades económicas tradicionais, oriundas dos mundos rural e piscatório  foram o pretexto para uma mostra das potencialidades do concelho.

 

51.  Museu Municipal de Paços de Ferreira Paços de Ferreira.
O Museu Municipal de Paços de Ferreira é uma estrutura dinamizadora de acção cultural. Elemento dinâmico dentro do concelho na defesa e divulgação das artes e ofícios predominantes. Fomentando o conhecimento, o estudo e o tratamento científico de aspectos culturais.

 

52.  Museu Municipal de Viana do Castelo Viana do Castelo.
O Museu Municipal está instalado num edifício composto por duas peças arquitectónicas diferentes mas interligadas num só conjunto.
Na parte antiga, com entrada principal pelo Largo de S. Domingos, cuja construção foi iniciada em 1724, segundo uma planta fornecida pelo mestre bracarense Manuel Fernandes da Silva, encontra-se a exposição permanente, em que predominam as faianças e o mobiliário. Na fachada observa-se ainda o brasão da família Teixeira Barbosa Maciel, a que pertenceu o palacete.
Na ala nova, inaugurada em 1993, segundo projecto do arquitecto Luís Teles, e com entrada pela Rua General Luís do Rego ou pelo edifício antigo, encontram-se as áreas de exposições temporárias, o auditório, gabinetes de trabalho e depósitos.

 

53.  Museu Municipal de Vila Flor Vila Flor.
Todo o recheio deste museu é fruto das ofertas de vilaflorenses, sendo a maioria dos objectos oriundos do concelho de Vila Flor.

 

54.  Museu S. Pedro da Palhaça Palhaça.
O Museu S. Pedro da Palhaça é a única entidade do género a nível nacional que congrega um conjunto de actividades (Museologia Biblioteca de acesso público, Arquivo histórico regional, Espólios Bibliográficos, Equipas de estudo e levantamentos etnográficos, etc.), que por norma, para cada uma destas áreas existe uma instituição.

 

55.  Museu Terra de Miranda Miranda do Douro.
É um Museu com uma mensagem própria: a mensagem da antiga e actual rusticidade dos povos e da gente simples do campo da região da Terra de Miranda.

 

56.  Museu Virtual da Imprensa
Trata-se de um museu virtual na área da imprensa e artes gráficas. Permite a navegação interactiva pelas seguintes áreas universais: alfabetos e escritas, equipamentos, história, personalidades.

 

57.  Museu Vivo da Comutação Manual Vila do Conde.
O Museu recria o período de implantação do telefone no país até ao advento da comutação automática.

 

58.  Núcleo Museológico do Lindoso Lindoso.
Com uma função estritamente militar o Castelo foi construído no Séc. XIII utilizando-se na sua construção o granito do pequeno monte onde se situa.

 

59.  Paços da Seda Macedo de Cavaleiros.

A participação de Portugal no Projecto do Conselho da Europa veio chamar a atenção para o interesse e a necessidade de se preservarem e valorizarem os vestígios materiais da actividade sericícola em Portugal.

 

 

60.  Sala-Museu Municipal de Arqueologia de Mogadouro Mogadouro.

Será o ponto de partida para roteiros e itinerários susceptíveis de levar o visitante a conhecer os locais onde subsistem os elementos de maior valor histórico e arqueológico.

 

61.  Museu da Ciência e Indústria Porto.

O Museu pretende ser um polo temático dedicado à história da industrialização portuense e apresentar o impacto que a indústria teve na vida socioeconómica e no desenvolvimento urbanístico da cidade ao longo dos séculos XIX e XX.

 

62.  Museu Municipal de Vale de Cambra Macieira de Cambra.
O Museu desenvolve um programa vocacionado para a recolha de elementos sobre a região, bem como a sua conservação, registo, inventariação e estudo.

 

63.  Museu Regional de Paredes de Coura Paredes de Coura.
O Museu tem por objectivo promover o estudo, a preservação e a divulgação do património cultural do concelho nomeadamente do património artístico, arqueológico e etnográfico.

 

64.  Museu Regional do Automóvel Fafe.
O Museu Regional do Automóvel tem por objectivo a divulgação e valorização dos automóveis antigos, permitindo testemunhar a evolução tecnológica do mundo automóvel.

 

65.  Museu Nogueira da Silva Braga.
O Museu possui colecções de pintura, cerâmica, escultura, ourivesaria e empreende actividades culturais complementares em espaços criados para o efeito.

 

66.  Museu Municipal do Funchal Ilha da Madeira.
O Museu Municipal do Funchal (História Natural) permite ao visitante o conhecimento da fauna, flora e geologia do Arquipélago da Madeira, através de uma exposição permanente de espécimes montados e de um Aquário de água salgada.

 

67.  Museu da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto Porto.
O acervo do Museu da FBAUP apresenta características particulares que o distinguem das colecções habitualmente encontradas em museus de arte, dado ser composto essencialmente por trabalhos elaborados durante o período de aprendizagem e formação dos artistas, ou por provas de concurso de docentes com vista ao avanço na carreira. De entre os trabalhos executados pelos milhares de alunos que passaram por esta instituição, foram guardados os considerados mais representativos e de melhor qualidade, pelo que hoje se pode afirmar que a colecção inclui obras de grande interesse não só artístico como histórico. Na verdade não será possível elaborar um estudo sobre o ensino da arte em Portugal, sem analisar detalhadamente estas obras, como não se poderá excluí-las de qualquer monografia séria dedicada ao trabalho de algum dos artistas representados.

 

68.  Museu Militar Lisboa.
A natureza das colecções do Museu Militar não passa unicamente pelas peças bélicas, mas também pelo património artístico patente na pintura, azulejaria e escultura, pela mão de insignes artistas dos séculos XVIII, XIX e XX.

 

69.  Museu Municipal de Portalegre Portalegre.
O Museu Municipal de Portalegre possui uma vasta colecção de Arte Sacra, Mobiliário, Pintura, Cerâmica, entre as quais Faiança Portuguesa, séc. XVII, Faiança Portuguesa, séc. XVIII, Faiança Portuguesa, séc. XIX / XX e outros tipos de Faiança, Porcelana e Ourivesaria.  

 

 

70.  Museu Agrícola de Entre Douro e Minho Vairão.
O Museu Agrícola de Entre Douro e Minho além de dar a conhecer a realidade rural do Entre Douro e Minho, pretende também homenagear todos aqueles que com a sua criatividade, esforço e dedicação construíram a paisagem rural e desenvolveram as potencialidades da região.A actual paisagem minhota com os seus socalcos, regadios tradicionais, profunda divisão da propriedade com a vinha ainda na bordadura dos campos, tem a sua génese na luta do agricultor pela conquista da terra arável empreendida a partir do Séc. XVI com o objectivo de ampliar a cultura do milho e conquistar assim o pão para a alimentação da população.

 

71.  Casa Museu do Assento Felgueiras.
A Casa Museu do Assento, cujo nome lhe advém da antiga tradição de ali serem feitos os assentos de baptizados, casamentos e óbitos, serviu em tempos como residência paroquial. Representa o expoente do mundo rural da região cujas tradições e bens tendem a desvanecer-se. Esta obra material e intelectual, única na região, tem gravada a memória de um passado cultural riquíssimo. O museu estrutura-se essencialmente em 4 áreas distintas: Artes e Ofícios, Agricultura, Pesca e Arte Sacra, havendo outras secções com diversos utensílios tradicionais. Todas as peças expostas representam uma época que se inicia no século passado até aos nossos dias.

 

72.  Museu Municipal Dr. Santos Rocha  Figueira da Foz.
A 6 de Maio de 1894 o Museu Municipal da Figueira da Foz abriu as suas portas ao público graças à acção e determinação de António dos Santos Rocha, jurista e arqueólogo, que em anos anteriores tinha procedido a intensa investigação da qual resultaria um imenso e valioso contributo para a história do Concelho da Figueira da Foz, não só em termos documentais como materiais.

 

73.  Museu Republica e Resistência Lisboa.
O Museu da República e Resistência dedica-se ao estudo e à investigação da História Contemporânea Portuguesa, em articulação com as Universidades e as Associações Culturais. Tem à disposição do público diversas obras e documentos que permitem um diferente olhar sobre a I República Portuguesa , para além de diversa imprensa clandestina das oposições ao Estado Novo.

 

74.  Museu da Ribeira Grande S. Miguel Açores

O Museu municipal está instalado no solar setecentista de São Vicente Ferrer. De destacar as apreciavéis colecções etnográficas de artes e ofícios de uma comunidade agrária quase autosuficiente.

 Fala de temas como a carpintaria, mas também: latoaria, barbearia, dos teares, do presépio movimentado, da arqueologia e da cerâmica. Possui Serviços de Documentação, ou seja, Biblioteca, Hemeroteca, Imagoteca, Arquivo de História Oral e Arquivo Arqueológico. Trata-se de um projecto de museu de comunidade, iniciado em 1986, que se pretende desenvolver em todo o espaço concelhio.

 

75.  Museu de Angra do Heroísmo  Angra do Heroísmo

O Museu de Angra do Heroísmo reúne uma colecção ligada á temática dos Descobrimentos Portugueses e ao papel das Ilhas dos Açores no movimento de expansão Portuguesa. Os objectos pertencentes ao acervo do Museu englobam peças desde o século XV ao Séc. XVI, como astrolábios, mapas ou gravuras.

 

 

76- Museu Pedro Filipe - Vila Nova de Gaia

O Museu Pedro Filipe é ainda um sonho que depende apenas da boa vontade da C.M. de V.N. de Gaia, onde reúne balanças de todos os tipos, origens e idades.

 

77.  Museu Militar Porto

As colecções do Museu Militar tem duas proveniências: de ofertas particulares e de material do Exército, com interesse histórico e museológico, destaque para a colecção de miniaturas da evolução do soldado, desde a pré-história à actualidade e ainda de Bocas de fogo e Carros de Combate, abarcando um período, entre os séculos XV e XX, que se encontra no parque de Armas Pesadas e no Pavilhão de Armas. Neste último espaço, pode observar-se a evolução das armas brancas e algumas colecções de armas de fogo, entre outras peças de interesse histórico-militar, tornando-se um complemento aos conteúdos programáticos do ensino da História Pátria e Mundial.

 

78.  Paço dos Duques de Bragança  Guimarães

As colecções do Paço dos Duques de Bragança é composta por peças de arte variadas e datadas, essencialmente, dos séculos XVII e XVIII. Do acervo destaca-se o conjunto das quatro cópias das tapeçarias de Pastrana, cujo desenho é atribuído ao pintor Nuno Gonçalves, as porcelanas "Companhia das Índias", as faianças do Rato, Prado, Viana, Rocha Soares, diversas tapeçarias flamengas e d'Aubusson e mobiliário variado.

 

79.  Casa Museu José Régio  Vila do Conde

Na Casa de José Régio de Vila do Conde podem admirar-se exemplares de todas as colecções que o poeta recolheu ao longo do tempo em que leccionou no Alentejo, embora grande parte do espólio se encontre na sua casa de Portalegre. As colecções são as mais variadas: Pintura de ex-votos,  de temas do Purgatório ou Juízo Final, pintura contemporânea de Júlio, Alvarez, e desenhos do próprio Régio, entre outros, e Escultura de cariz bastante popular, onde predomina a estatuária religiosa. Dos vários compartimentos da casa, podem-se destacar a Sala de Pintura Moderna, o Escritório, o Quarto, a Sala de Jantar, a Casa das Alminhas e ainda o Jardim. Não se trata de um Museu organizado enquanto tal  é apenas o local onde José Régio expôs algumas das muitas peças que foi recolhendo ao longo da sua vida.

 

80.  Museu da Imprensa Fafe

Tendo a imprensa de Fafe um especial destaque, surgiu a ideia da Câmara criar o Museu da Imprensa de Fafe. Um dos objectivos do Museu é a defesa do Património cultural, tendo como núcleo fundamental o espólio do jornal "O Desforço", adquirido em finais de 1994. Outro dos objectivos é a recolha, conservação e exibição do acervo documental.

 

81.  Museu Nacional de Polícia e Ciências Criminais Loures

Possui duas dimensões importantes, uma ligada às colecções privadas e a outra ligada às colecções públicas no âmbito do “Projecto Salvaguarda do Património Cultural”. Em relação às colecções privadas contemplam-se vários núcleos de objectos, designadamente a serigrafia, a cerâmica, a ourivesaria e a arte sacra organizados de forma clara. Destaque para o “Projecto Salvaguarda do Património Cultural” que envolve as entidades detentoras de colecções públicas portuguesas.

 

 

82.  Museu da CP Bragança

A Secção Museológica de Bragança ocupa as instalações das antigas cocheiras de máquinas e de carruagens da ex-estação, términus da linha do Tua. Nela pode apreciar-se diverso material ferroviário dos quais se destacam os adquiridos entre 1887 e 1908  pela Cª. Nacional (CN).

 

83.  Museu Lusitania Seguros

Na colecção de Arte da LUSITANIA pode ver todo o acervo reunido por esta companhia seguradora desde a sua fundação.

 

84. Museu do Carro Eléctrico Porto

Instalado na antiga Central Termo-eléctrica de Massarelos, tem como principais objectivos o estudo, preservação, conservação e divulgação do espólio que dispõe. A exposição permanente do museu, instalada na nave central, é constituída por 16 carros eléctricos, 5 carros atrelados, 2 carros automóveis de apoio aos carros eléctricos e vários componentes - motores, induzidos, combinadores e ainda documentos escritos, material gráfico e iconográfico.

 

85. Museu Arqueológico do Carmo Lisboa

Este museu faz parte integrante da Associação dos Arqueólogos Portugueses praticamente desde a sua fundação. Com efeito, as Ruínas foram concedidas pelo Governo à Associação logo em Julho de 1864, "a fim de ali estabelecer um museu arqueológico de objectos que não se deteriorem estando expostos às intempéries das estações".

 

86. Museu de Física da Universidade de Coimbra Coimbra

O espólio do Museu é exclusivamente constituído por instrumentos utilizados no Gabinete de Física Experimental da Universidade de Coimbra desde a sua origem em 1772.Pelas suas características, esta colecção de instrumentos de Física é uma das mais notáveis e raras no mundo. Os instrumentos do século XVIII, que deram origem a um dos mais completos Gabinetes para o estudo da Física Experimental, são hoje considerados verdadeiras obras de arte. Os instrumentos do século XIX são bem representativos do desenvolvimento da Física Experimental.

87. Aquamuseu do rio Minho Vila Nova de Cerveira

O Aquamuseu é um projecto municipal de Vila Nova de cerveira promovido pela estação Hidrobiológica do rio Minho, em colaboração com o instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto.É um museu já em fase de construção que será constituído por várias alas. O aquário , onde se poderá ver o rio desde a nascente até á foz, numa série de aquários e exposição de fotografias. O museu com uma exposição das artes da pesca, utensílios e fotografias relacionadas com pescadores galegos e portugueses. A última ala será um projecto de actividades didáctico-culturais com escolas da região visando a sensibilização para a preservação do ambiente e recursos hídricos.

 

88. ELA - Estação Litoral da Aguda Aguda

Localizado na freguesia de Arcozelo, praia da Aguda e ligado à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, é um museu das pescas onde estão expostos apetrechos da pesca, artes tradicionais da pesca, memórias da faina e do quotidiano dos pescadores. Faz-se a comparação das nossas peças com outras de outros países. Possui um aquário publico, dedicado à fauna e flora marinha, locais mostrando os peixes e os invertebrados importantes para a pesca artesanal. O edifício possui um departamento de educação e investigação para ecologia marinha, aquicultura e pescas.
Tem como objectivos : proporcionar um equipamento de interesse cultural, científico e turístico ; aumentar a sensibilização do público para os problemas do litoral ; proporcionar às instituições de ensino um contacto directo com o mar ; investigar os processos ecológicos do litoral e apoiar a pesca local.

 

89. Museu de Arte Sacra de Arouca Arouca
Pequeno site com alguma informação sobre o museu localizado junto ao Mosteiro de Santa Maria de Arouca, instalado ocupando parte das antigas dependências monásticas. Pertence à Irmandade da Rainha Santa Mafalda e é o mais importante museu particular português após a Fundação do Gulbenkian.

 

90. Museu Escolar Oliveira Lopes
Museu fundado pelo professor Joaquim Almeida, em 1995, na freguesia de Válega, concelho de Ovar, distrito de Aveiro. Pretende dar a conhecer a história desta pequena escola, este museu tem peças desde que a escola foi inaugurada em 1910, pelos irmãos oliveira Lopes, emigrantes no Brasil. O edifício estava apetrechado com os mais sofisticados instrumentos pedagógicos da época. O “terror” dos alunos e um escarrador são alguns dos objectos interessantes que este site revela sobre a história do ensino.

 

91. Fundação Dr. António Cupertino de Miranda – Porto
Esta fundação além de realizar eventos, congressos, colóquios e publicar, possui um Museu do Papel Moeda, no qual estão expostos alguns exemplares de raríssimas notas, algumas até únicas, tanto do continente, como das antigas colónias. Tem uma vasta amostra de apólices do real erário, do papel selado, acções, lotarias, cheques e letras. Possui a mais completa colecção de células camarárias e particulares que se conhece em Portugal.

 

92. Aldeia do Museu de José Franco no Sobreiro
É um museu que reproduz uma aldeia do concelho de Mafra no início do século . reproduz um moinho, taberna, barbearia-dentista, alfaiate, sapateiro, mercearia, adega e ferreiro. O artista José Franco encontra-se no local, podemos admirá-lo na arte de moldar o barro e criar as suas maravilhosas obras de olaria no seu atelier.

 

93. Museu Calouste Gulbenkian
Neste site de óptimo grafismo com alguma informação podemos obter informações sobre a vida de Gulbenkian, as exposições, as actividades, o serviço educativo, o edifício, informações gerais e contactos e finalmente o museu.O museu está dividido em várias salas temáticas, Arte Oriental e Clássica, Arte Egípcia, Greco-Romana, Mesopotâmia, Oriente Islâmico, Arménia e Extremo Oriente, Arte Europeia englobando arte do livro e escultura, pintura e artes decorativas desde o século XI a meados do século XX.

 

94. Fundação de Serralves Porto
A fundação Serralves é uma instituição cultural de âmbito europeu ao serviço da comunidade nacional, que tem como missão sensibilizar e interessar o público para a arte contemporânea e ambiente.O site fornece muita informação sobre o Museu de Arte Contemporânea (o primeiro grande projecto do género em Portugal o maior centro cultural jamais construído na região norte) ; nomeadamente sobre a colecção permanente (desde 1960 até a actualidade), exposições, publicações, serviços, biblioteca, projecto arquitectónico e museológico. O museu tem como objectivos a sensibilização da população para a arte contemporânea, aprofundar a relação arte-natureza, maior diálogo com artistas estrangeiros e proporcionar oficinas para as camadas mais jovens.

 

95. Museu da Água Lisboa
A Companhia das Águas de Lisboa reuniu e preservou uma colecção de objectos antigos e documentação alusivos à história do abastecimento de água à cidade de Lisboa. Informações sobre todas as secções do museu nomeadamente o Aqueduto do século XVIII, a Mãe d’Água das Amoreiras (onde se realizam exposições, concertos, bailados e teatro) , recinto dos Barbadinhos (estação térmica com sala de exposições permanente e sala de exposições temporárias) e o reservatório.

 

96. Museu do Instituto Geológico e Mineiro
Pequena página com alguma informação sobre  conjunto das colecções do museu (paleontologia, estratigrafia, arqueologia e mineralogia ) é o mais rico e representativo do país, revestindo-se de grande interesse científico como material de referência. Na colecção arqueológica destacam-se as peças dos concheiros de Muge e das minerações romanas de Aljustrel.

 

97. Museu do Trabalho Michel Giacometti Setubal

O Museu do Trabalho nasceu para albergar a colecção etnográfica, reunida em 1975 por jovens alunos do Serviço Cívico Estudantil, no âmbito do plano de Trabalho e Cultura, sob a supervisão de um homem que depositou neste projecto todo o seu empenho - Michel Giacometti.

O acervo representativo do trabalho a nível nacional e local é  baseada na actividade preponderante do sector secundário da região sadina: a da indústria conserveira.

 

98. Museu da Vista Alegre
O museu da Vista Alegre inaugurado em 1947, narra a história da companhia desde os primórdios da sua existência, até à presente linha de produção, englobando uma vasta e sofisticada gama de porcelanas domésticas, decorativas esculturas. Peças de grande valor artístico marcantes das várias épocas da fábrica de porcelanas, englobando exemplares de encomendas reais e colecções especiais.O site tem também informações sobre as porcelanas, fainças lançadas, leilões, revista e lojas.

 

99. Rede de Museus de Loures
Informações gerais sobre a rede de museus de Loures , que tem itinerários próprios. Neste momento a rede é estruturada com o Museu municipal de Loures e o Museu de Cerâmica de Sacavém, considerando-se para breve o Museu do Vinho em Bucelas e o núcleo Museológico da República de Loures. O museu de cerâmica de Sacavém tem como objectivo a preservação da memória da antiga fábrica de Loiça de Sacavém.

 

100. Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior Covilhã
Site muito completo e organizado informando detalhadamente o leitor sobre o museu. Este site está dividido em : A rota da lã, o museu, a história do edifício, publicações e arqueotex. O museu está dividido em : Tinturarias da Real Fábrica de Panos, Centro de documentação, Arquivo Histórico dos Lanifícios, Râmolas de Sol e a real Fábrica Veiga. Todo o processo da tinturação das lãs está exemplarmente explicado e demonstrado, a área teve intervenções arqueológicas e está musealizada. O centro de documentação é um centro de aquisição, organização e comunicação de documentos, que se encontram em risco de perda eminente. 

 

101. Museu Nacional de Machado de Castro Coimbra
Está instalado no paço episcopal e a igreja de S. João de Almedina. Tem um núcleo sobre fainça, 3 salas, 1º de fainça dos séculos XVI e XVII, 2º dos séculos XVII e XVIII e XIX , 3º de cerâmica do rato e conjunto de outras novidades. Possui também objectos artísticos da Ásia, do tesouro da D. Isabel de aragão, peças de ourivesaria( Itália, Castela, Galiza, Inglaterra, Rússia) , relicária, arte sacra de conventos e particulares e pintura de autores portugueses e estrangeiros.

 

102. Museu Romântico – Quinta da Macieirinha Porto
Pequeno site de relativa informação sobre o museu romântico que está instalado num edifício datado do século XIX. Este museu pretende ser a reconstituição do interior de uma casa da burguesia abastada de Oitocentos. Possui várias salas decoradas ao gosto época, biblioteca, salão de jogo, orotário, sala de estar . este museu está dividido pelas seguintes temáticas, exposição permanente, colecção de artes decorativas do século XIX e os aposentos onde viveu exilado o Rei Carlos Alberto Sardenha.

 

103. Casa Museu Guerra Junqueiro Porto
O edifício onde está instalado este museu é atribuído a Nicolau Nasoni, datando do século XVIII. As colecções são muito variadas e de elevado nível artístico, incluindo mobiliário, torêutica, ourivesaria, cerâmica e têxteis.

 

104. Museu Dr. José Formosinho – Lagos Lagos
Museu anexo à Igreja de Santo António (dos militares). Site com a história de formação do museu ligado á preservação da igreja. O museu começou por ser criado na sacristia da igreja com a exposição de arte sacra. Na velha casa onde o regimento ensaiava ficaram instaladas as secções de arqueologia, numismática e um pequeno esboço de uma secção de etnografia. Imagens e informações sobre o átrio de entrada, secção de arqueologia (desde cerca de 35 mil anos até 1000 ª C.) , ciências naturais (mineralogia, geologia, paleontologia), etnologia algarvia, regional e africana. É de destacar a excelente exposição do último xilogravador português, Manuel Cabanas, as suas peças são de rara beleza.

 

105. Museu Municipal de Arqueologia – Albufeira
Este museu abriu ao público em 20 de Agosto de 1999 no edifício que funcionou como câmara municipal. É uma instituição que promove pesquisas relativas aos testemunhos materiais do homem e do seu ambiente, possui uma secção de pré-história, período Romano, Visigótico e Islâmico e idade Moderna. Fornece ainda informações sobre a história da investigação arqueológica em Albufeira, ocupação humana da zona de Albufeira actual, e algumas informações sobre a ocupação romana. Destaca-se neste site a possibilidade de se realizar uma visita virtual disponibilizada em vídeo.

 

106. Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves- Lisboa

A Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves convida-o a visitar a sua colecção e a conhecer a primeira casa-de-artista da capital idealizada pelo arquitecto Norte Júnior por encomenda do pintor José Malhoa

 

107. Museu do Chiado- Lisboa

O Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea, reúne uma vasta colecção de arte portuguesa que se inicia por volta de 1850 e se prolonga até à actualidade. Através desta colecção é possível observar e estudar algumas das obras mais significativas dos artistas nacionais, bem como a diversidade dos movimentos e práticas artísticas desenvolvidas no curso de um século e meio. A colecção do Museu do Chiado apresenta o trabalho artístico das várias gerações que constituíram a modernidade, que com o Romantismo se inicia, se particulariza no Naturalismo, assume a sua consciência no Modernismo e com os Abstractos, Surrealistas e Neo-realistas atinge a plenitude possível.

 

108. Museu da Música- Lisboa

O Museu da Música é uma instituição tutelada pelo Instituto Português de Museus onde se encontra uma das mais ricas colecções instrumentais da Europa, além de vários espólios documentais e os acervos sonoro e iconográfico. Está aberto ao público desde 26 de Julho de 1994 na estação do metropolitano Alto dos Moinhos, beneficiando de um protocolo de mecenato assinado entre o Instituto Português de Museus e o Metropolitano de Lisboa.

 

109. Museu Nacional de Arqueologia- Lisboa

O actual Museu Nacional de Arqueologia (MNA) foi fundado em 1893 pelo Doutor José Leite de Vasconcelos. Em mais de um século de existência este Museu constituiu-se na instituição de referência da Arqueologia Portuguesa, com correspondência regular com museus, universidades e centros de investigação em todo o Mundo.

 

110. Museu Nacional de Arte Antiga- Lisboa

O Museu foi criado em 1884, concretizando uma antiga aspiração surgida após a abolição das ordens religiosas, ocorrida precisamente 50 anos antes, a de dar destino às obras de arte que nessa altura passaram para a posse do Estado. A colecção do Museu Nacional de Arte Antiga é constituída por sete colecções principais: A Pintura, A Escultura, Os Desenhos e Gravuras, A Ourivesaria, A Cerâmica, Os Têxteis e O Mobiliário. Esta  colecção tornou-se uma referência indispensável para quem quiser entender a arte em Portugal entre a Idade Média e os tempos modernos.

 

111. Museu Nacional do Azulejo-  Lisboa

Localizado no convento Madre Deus fundado pela Rainha D. Leonor em 1509, o museu reúne as seguintes colecções: Azulejo, Cerâmica, Documentos gráficos e Utensílios técnicos

 

112. Museu Nacional dos Coches- Lisboa

O Museu Nacional dos Coches conserva e expõe no ambiente requintado do antigo Picadeiro Real uma excepcional colecção de viaturas reais do século XVII aos finais do século XIX. Considerada a mais notável colecção do mundo do seu género permite ao visitante compreender não só a evolução técnica dos transportes de tracção animal como acompanhar as mudanças de gosto manifestadas nas artes decorativas tão bem expressas na ornamentação das viaturas.

 

113. Museu Nacional de Etnologia-  Lisboa

O Museu Nacional de Etnologia desenvolve uma variada acção cultural através de exposições temporárias, nacionais e internacionais. Simultaneamente, encontra-se empenhado na promoção de outras actividades como a realização de colóquios, conferências e debates; ciclos de cinema; performances e animações; acções de formação e lançamentos de edições próprias ou de outras entidades

 

114. Museu Nacional de Soares dos Reis- Porto

Criado em 1833, o  Museu Nacional Soares dos Reis - antigo Museu Portuense - é o primeiro museu público do país: reflexo de uma nova consciência de cultura, implementada pelas reformas liberais.  Em 1992, na sequência da criação do Instituto Português de Museus, o Museu Nacional Soares dos Reis inicia um projecto de remodelação e expansão, da autoria do arquitecto Fernando Távora. Em 2001, concluídas as obras, a marca é de renascimento: renovação da exposição permanente, novos espaços de reserva e de exposições temporárias, áreas de lazer e serviços, um auditório, permitindo pela primeira vez uma actividade regular de animação cultural.

 

115. Museu Nacional do Teatro- Lisboa

As colecções do Museu, cuja constituição começou, a partir do zero, em 1979, têm actualmente cerca de 300 000 espécies, englobando a totalidade das artes do espectáculo, e incluem trajos e adereços de cena, maquetas de cenário, figurinos, desenhos, caricaturas, pinturas, esculturas, programas, cartazes, recortes de jornal, manuscritos, discos, partituras, até um conjunto de cerca de 120 000 fotografias.

 

116. Museu Nacional do Traje- Lisboa

Oficialmente criado em 1982, o Museu Nacional do Teatro está instalado no Palácio do Monteiro-mor, um edifício do Século XVIII devidamente recuperado e adaptado para esse fim. As suas colecções, que contam já com cerca de 300 mil espécies, englobam trajos e adereços de cena, maquetes de cenários, figurinos, desenhos, caricaturas, programas, cartazes e um arquivo com cerca de 120 mil fotografias, entre muitas outras peças.

 

117. Museu Municipal Cadaval- Cadaval

Foi inaugurado em Outubro de 2002 o primeiro Museu do concelho do Cadaval que se encontra instalado no antigo edifício da Câmara Municipal. Neste Museu o visitante pode apreciar fósseis de dinossauros, a rica arqueologia do concelho, conhecer a sua história, ver fotografias antigas e saber qual o património cultural mais significativo.

 

118. Museu de Eletricidade

Museu virtual, nascido por acaso, resultando das memórias que o autor realizou para outro site, e que lhe pareceram adequada para serem utilizadas como núcelo de museu. Entre muitas outras coisas, vai encontrar Memórias sobre objectos, aparelhos ou ideias que existiram na História da Electricidade e que tiveram importância, merecendo, por isso a preservação da sua Memória

 

119. Museu Carlos Machado- Ponta Delgada

O Museu Carlos Machado está instalado no antigo Convento de Santo André, primeiro padroeiro da cidade de Ponta Delgada. Este museu têm por missão promover e divulgar a Cultura Açoriana, através do património museológico- construído e natural- que conserva, estuda e expõem.

 

120. Museu João de Deus- Lisboa

Projecto arquitectónico de Raul Lino o MUSEU DE DEUS, é como um Templo servindo uma cultura viva. Ponto de encontro e centro de estudos, aberto a portugueses e estrangeiros

 

121- Exploratório Infante D. Henrique - Coimbra

Página oficial do Instituto da História da Ciência e da Técnica com contactos a visita guiada à exposição (encerrada) de instrumentos de música mecânica intitulada "Há Músicos Invisíveis na Cidade".

 

122- Instituto da História da Ciência e da Técnica - Museu Nacional da Ciência e da Técnica - Coimbra

Página oficial do Instituto da História da Ciência e da Técnica com contactos, visita guiada à exposição (encerrada) de instrumentos de música mecânica intitulada "Há Músicos Invisíveis na Cidade".

 

123-Museu Municipal da Lousã

História, arqueologia, cultura e outros aspectos das localidades de Casal de Ermio, Foz de Arouce, Lousã, Serpins e Vilarinho.

 

124- Museu Municipal do Bombarral

Contém um pouco da história deste museu, as exposições que nele têm lugar, os serviços prestados e a agenda de eventos.

 

125- Museu 1917 - Fátima

Visitar este museu é assistir ao vivo às aparições do Anjo da Paz e de Nossa Senhora.

126- Museu/Fundação Solheiro Madureira - Aveiro

Esta fundação tem como objectivo a manutenção e conservação da Casa-Museu Marieta Solheiro Madureira, cujo recheio é constituído por um vasto conjunto de obras de arte.

 

127- O Presépio e a Aldeia de Belém Animados - Fátima

Este museu é uma obra de arte, que levou 4 anos a construir. Trata-se de um cenário de 500 peças em madeira, esculpidas à mão. A ideia nasce por volta de 1948 entre dois emigrantes espanhóis na Venezuela, os irmãos Caritá.

128- Aquário Vasco da Gama - Lisboa

Museu oceanográfico. Colecção de peixes marinhos da fauna indígena e tropical, aves, mamíferos marinhos e especímes malacológicos.

 

129- Fundação Casa Museu Mário Botas - Nazaré

Nota biográfica do pintor, cronologias das exposições individuais e colectivas, principais publicações e historial da Fundação Mário Botas, instituída pelo pintor em 1983, na Nazaré.

130- Museu Arqueólogico de S.Miguel de Odrinhas - Ericeira

Museu de largo espaço expositivo, de biblioteca especializada, auditório, gabinetes de estudo, serviços de restauro - para além de várias áreas de lazer neste espaço dedicado à arqueologia. Conheça a sua história, localização e outras informações.

131- Museu do Teatro Romano - Lisboa

O Teatro Romano é um dos mais significativos e importantes edifícios de Olisipo, construído na época do Imperador Augusto e ocupa a vertente sul da colina do Castelo. Abandonado no séc. IV d.C., permaneceu soterrado até 1798, ano em que as ruínas foram descobertas durante a reconstrução pós-Terramoto. Diversas campanhas arqueológicas recuperaram parte das bancadas, da orquestra, da boca de cena e do palco, para além de um conjunto de elementos arqueológicos e decorativos. Em exposição podemos ver alguns dos principais objectos até hoje recolhidos: elementos iconográficos e bibliográficos (séculos XVIII e XIX) e espólio arqueológico romano como capitéis, bases e fustes de coluna, escultura, epigrafia e cerâmicas. O Museu do Teatro Romano pretende dar a conhecer e tornar mais visível este monumento e devolvê-lo à fruição do público em geral.
 

132- Museu Geológico do IGM - Lisboa

Museu constituído quando da criação da Comissão Geológica do Reino, em 1848 e mais tarde, integrado nos Serviços Geológicos de Portugal.

 

133- Museu Arqueológico de Montemor-o-Novo

Página do Museu de Montemor o Novo. As suas actividades, organização e exposições.

134- Museu do Relógio - Serpa

Museu do Relógio situado em Serpa; único existente na Península Ibérica. Vasta colecção; vários modelos e várias marcas.

135- Museu Etnográfico de Olivença - Olivença

Página deste museu que se encontra instalado no Castelo de Olivença. A sua história e espólio.

 

136- Museu Etnológico de Melo - Gouveia

Situado em Seia, Serra da Estrela, o museu organiza-se em quatro salas de exposição: Sala do ciclo do Pão; Sala do Pão político/religioso; Sala da arte do Pão e Sala pedagógica, onde se pode conhecer toda a história e actividade ligada ao Pão bem como os saberes e sabores da Terra Portuguesa.

Na Mercearia, onde pode adquirir  e saborear os vários tipos de pão que a padaria, hora a hora, fornece assim como outros produtos gastronómicos da Mesa Portuguesa.



137- Museu Nacional do Pão - Seia

Museu do pão na Serra da Estrela. Um museu que retrata toda a história e actividade ligada ao pão.




Última actualização: 2003/04/22



Esta informação está alojada no Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto como parte do WWW Virtual Library Museums Pages. A sua manutenção é da responsabilidade de Alexandre Matos e Mário Brito. ( colaboração de Diana Cunha, Maria Manuela Vale, Sandra Senra, Teresa Azevedo, António Gonçalves, Rita Bizarro e alunos do Curso de Pós-Graduação em Museologia-FLUP).